quinta-feira, fevereiro 08, 2007

Movimento da Escola Moderna


Como o MEM entrou na minha vida...

A minha colega andreia levou-me a uma jornada pedagogica do MEM na UALG. Não conhecia o movimento e achei que seria mais uma experiencia positiva para o meu enriquecimento profissional.

Contudo assim que lá cheguei foi quase amor à primeira vista. Uma educadora do mem fez uma comunicação da sua pratica pedagogica numa ala de 3 anos. Amei, amei, amei!

A oficina do MEM tem sido uma coisa fantástica, abriu-me o horizonte pedagógico e fez-me repensar a minha pratica pedagogica, encarar a educacao pre escolar com outro olhar...

Tenho introduzido, aos poucos, na minha sala de 3 anos, alguns instrumentos do MEM e espero que ao longo do ano, ou melhor, dos anos, o MEM faça parte viva da minha pratica pedagogica!

6 comentários:

Cidalia disse...

É.... como tu dizes...."espero que ao longo do ano, ou melhor dos anos, o MEM faça parte da minha prática pedagógica".

Muita boa gente pensa que, basta ir assistir a um sábado pedagógico, ter nas sua posse alguns instrumentos de trabalho ou, simplesmente, fazer a oficina e depois não ir a mais nada (grupo cooperativo, Sábados pedagógicos - é asim que dizemos aqui nos Açores)que, já se intitulam: "Eu faço MEM" ou pior ainda "Eu sou do MEM", quando muitas vezes nem se quer, são associados!!

Parabéns por esta tua conduta!

Cidália

Cidalia disse...

É.... como tu dizes...."espero que ao longo do ano, ou melhor dos anos, o MEM faça parte da minha prática pedagógica".

Muita boa gente pensa que, basta ir assistir a um sábado pedagógico, ter nas sua posse alguns instrumentos de trabalho ou, simplesmente, fazer a oficina e depois não ir a mais nada (grupo cooperativo, Sábados pedagógicos - é asim que dizemos aqui nos Açores)que, já se intitulam: "Eu faço MEM" ou pior ainda "Eu sou do MEM", quando muitas vezes nem se quer, são associados!!

Parabéns por esta tua conduta!

Cidália

Rute disse...

Olá!

O MEM abre-nos os horizontes, faz-nos pensar e sentir a Educação de uma perspectiva cooperativa, em que todos aprendemos: nós, as crianças, a família, a comunidade...

É como tu e a Cidália disseram... primeiro o MEM vai fazendo parte da nossa prática pedagógica, vamos aprendendo, vamos reflectindo, vamos experimentando, vamos escutando os outros e partilhando com eles as nossas aprendizagens... depois começa a fazer parte da nossa forma de ver e pensar a Educação e também, de certa forma, a Vida.

Leo disse...

Como te compreendo Sara. Também eu estou a frequentar a oficina e, tal como tu, foi amor à primeira vista. Estou a implementar e sinto as minhas crianças muito mais participativas e orgulhosas dos seus trabalhos, e não dos trabalhos que eu lhes "mandava" fazer. Mas, é como a Cidália afirma, "Muita boa gente pensa que, basta ir assistir a um sábado pedagógico, ter nas sua posse alguns instrumentos de trabalho ou, simplesmente, fazer a oficina e depois não ir a mais nada ". Tem que haver investimento e, acima de tudo PARTILHA, é nisso que assenta o MEM. Troca de experiências, saberes; e também pesquisa, investimento pessoal e profissional. Mas compensa. Sinto-me bastante mais realizafda profissionalmente desde que contacto com esta pedagogia.

Anónimo disse...

durante esta semana estive numa acção de formação de sensibilização ao movimento. Adorei! Espero encontrar aqui na ilha do Pico, quem queira seguir este caminho.

Leonor disse...

ola
tambem sou professora e sinto que chegou a hora de mudar qualquer coisa na sala de aula.
digitei mem no google e apareceu-me esta a sua pagina.
como começar?
beijinhos